PIGARRO

August 4, 2017

Pigarrear é algo muito comum no decorrer de nossas vidas.

O pigarro é nada mais que uma irritação na garganta, que a deixa seca e causa grande incômodo.

 

O organismo produz secreções naturalmente, como forma de autodefesa.

Ao pigarrear expelimos a secreção e consequentemente aliviamos o desconforto.

O grande problema de tentar expelir a secreção, pigarrear, é a irritação que causa na laringe e descamação do tecido. O que acaba prejudicando as cordas vocais, causando rouquidão ou mesmo perda temporária da voz.

 

O pigarro ocasional não faz mal, mas se recorrente pode ser sinal de algum problema.

É descrito na literatura que a causa mais comum do pigarro é o tabagismo.

O fumo provoca mudanças na área das vias aéreas que levam o ar aos pulmões, devido à ação tóxica das substâncias presentes no cigarro.

 

Consequentemente altera seu mecanismo de defesa e limpeza na garganta e vias respiratórias, gerando a necessidade constante de limpeza da garganta com pigarros frequentes. 

 

A fumaça do cigarro pode causar pigarro tanto para o fumante como para as pessoas que convivem com ele (tabagismo passivo).

Outro fator que provoca o pigarro é a baixa umidade do ar e às infecções típicas do inverno. Com as gripes e resfriados, há um aumento da secreção,no que resulta num grande desconforto no local, como também o funcionamento ideal dos cílios (“pelinhos”) que é reduzido temporariamente.

 

Algumas pessoas podem apresentar pigarro após gripes e resfriados, pois está associado à maior concentração de células da defesa na via respiratória, causando incomodo no local.

O que gera necessidade constante de limpeza da garganta.

A Rinite alérgica é outro fator que pode desencadeia o pigarro.

Geralmente vem acompanhada de um catarro na região por trás das narinas conhecido como secreção pós-nasal, ocasionando o desconforto.

Outro motivo causador do pigarro é o refluxo gastresofágico ou faringo-laríngeo, que é o retorno do conteúdo do estômago para a laringe e a faringe, que podem provocar pigarro, sensação de corpo estranho na garganta, rouquidão e tosse.

 

Nos portadores de disfagia, podemos observar antes, durante ou após da deglutição, o pigarro. Isso ocorre devido à penetração de alimento na laríngea .

Tumores malignos ou mesmo doenças pulmonares, também pode ser motivo da origem do pigarro.

 

Fatores emocionais podem gerar pigarro, tanto nos adultos como nas crianças.

Os remédios também podem ser causa de pigarro, como por exemplo, alguns anti-hipertensivos.

 

Ao descobrir a causa do pigarro, é preciso que se inicie o tratamento adequado à sua situação.

Não utilize pastilhas, pois estas apenas “mascaram” o incômodo por pouco tempo e não resolvem o problema verdadeiramente.

 

Como tratar o pigarro

 

Beba água com frequência para hidratar a garganta, assim a secreção tornar-se menos viscosa e automaticamente diminuirá a vontade de pigarrear;

 

Evitar falar muito, a fim de que as cordas vocais fiquem relaxadas;

 

Limpar as áreas afetadas sempre que puder. Comer maça ajuda nessa limpeza;

 

Fazer inalações de vapor e assoando o nariz logo em seguida;

 

Usar hidratante bucal, antes de dormir;

 

Utilizar pelo menos um gel hidratante específico para o ressecamento da boca.

 

Inspirar profundamente pelo nariz e deglutir logo em seguida, é outro beneficio sugerido;

 

Uma dica importante para evitar o pigarro é diminuir o consumo excessivo de alimentos ácidos e gelados, agasalhar-se bem para se proteger do vento.

 

Ana Maria Mendes

Fonoaudióloga

Contato.anamendes.br@gmail.com

Cel (21)999731439

 

 

Please reload

RECEITAS

APRENDENDO A JOGAR

November 6, 2019

1/10
Please reload

POSTS RECENTES

November 6, 2019

September 18, 2019

August 15, 2019

June 15, 2019

Please reload

Arquivo