SEGURANÇA DO PACIENTE – Prevenção de Úlceras por Pressão

March 13, 2017

Continuando sobre a Segurança do Paciente, hoje abordaremos o protocolo sobre PREVENÇÃO DE ÚLCERAS POR PRESSÃO, que é uma lesão localizada na pele, geralmente sobre uma proeminência óssea, resultante da pressão ou da combinação entre pressão e cisalhamento (corte), causado pela fricção.

 

Uma das consequências mais comuns, resultante de longa permanência no leito, é o aparecimento de alterações de pele. A incidência aumenta proporcionalmente à combinação de fatores de riscos, dentre eles, idade avançada, nutrição e restrição ao leito. A manutenção da integridade da pele dos pacientes restritos ao leito tem por base o conhecimento e a aplicação de medidas de cuidado relativamente simples.

 

A maioria das recomendações para avaliação da pele e as medidas preventivas podem ser utilizadas de maneira universal, ou seja, tem validade tanto para a prevenção de úlcera por pressão (UPP) como para quaisquer outras lesões da pele.

Úlceras por pressão causam dano considerável aos pacientes, dificultando o processo de recuperação funcional, frequentemente causando dor e levando ao desenvolvimento de infecções graves.  

 

Fatores de risco para ocorrência de queda:

1. Grau de mobilidade alterado.

2. Incontinência urinária e/ou fecal.

3. Alterações da sensibilidade cutânea.

4. Alterações do estado de consciência.

5. Presença de doença vascular.

6. Estado nutricional alterado.

 

Medidas sugeridas:

1. Avalie o risco do paciente para desenvolvimento de úlceras por pressão na admissão em hospital ou domicílio, realize reavaliações periódicas e utilize escalas específicas.

2. Proteja a pele do paciente do excesso de umidade, ressecamento, fricção e cisalhamento.

3. Mantenha os lençóis secos, sem vincos e sem restos alimentares.

4. Utilize lençóis ao realizar a transferência do paciente da cama para a maca, da cama para a poltrona, entre outras.

5. Hidrate a pele do paciente com cremes à base de ácidos graxos essenciais.

6. Realize mudança de decúbito a cada 2 horas e utilize artefatos que redistribuam a pressão nas proeminências ósseas, tais como coxins, colchão pneumático ou “caixa de ovo”, almofadas de ar,etc.

7. Incentive a mobilização precoce passiva e/ou ativa, respeitando as condições clínicas do paciente.

8. Otimize uma nutrição balanceada, com um profissional Nutricionista.

 

Pontos de atenção:

  1. Nutrição e hidratação oral e cutânea são fundamentais para a prevenção de úlceras por pressão.

  2. Manutenção do paciente limpo e seco.

  3. Redistribuição da pressão.

 

Jacqueline Calçado

Presidente Nursing Home Care

Please reload

RECEITAS

APRENDENDO A JOGAR

November 6, 2019

1/10
Please reload

POSTS RECENTES

November 6, 2019

September 18, 2019

August 15, 2019

June 15, 2019

Please reload

Arquivo