Afasia e seus Comprometimentos Fonoaudiológicos – Parte 1

August 29, 2016

Afasia e seus comprometimentos Fonoaudiológicos – Parte I

 

Afasia é a perda da função da linguagem falada e escrita, causada por lesão no sistema nervoso central e/ou acidentes. Geralmente ocorrem do lado esquerdo do cérebro.

A principal causa da afasia é o acidente vascular cerebral (AVC), mas também podemos encontrar em outras patologias como:

 

Embolias;

Tromboses;

Aneurismas,

Tumores cerebrais;

Doenças infecciosas (como a meningite);

Doenças degenerativas (como a esclerose múltipla ou as demências);

Acidentes com traumatismo cranioencefálico;

Tensão metabólica (intoxicações);

Epilepsia.

Os quadros de afasia são muito variados e suas consequências vão depende da localização e da severidade da lesão cerebral

Dentre  alguns tipos de afasia existentes, encontram-se:

Afasia de Wernecke

  • A principal característica é a dificuldade em compreender a linguagem falada, escrita;

  • Sua fala é fluente, embora de modo que, não faz sentido para o ouvinte. Acredita estar falando correto e mantendo a entonação adequada;

  • Repete as palavras, mas às vezes não entende o que você está dizendo. Irrita-se quando não é compreendido;

  • É comum também esses pacientes articularem palavras que existam, mas que juntas não representam nenhum significado lógico;

  • Perda da capacidade de simbolizar;

  • Dificuldade de nomear cores, números, objetos, formas, letras e categorias (ex: animais);

  • Em alguns casos, perda da escrita; leitura compreensiva e silenciosa;

  • Dificuldade de narrar fatos e outros;

  • Dificuldade de memória;

  • Pode existir parafasias, isto é, uma palavra substituindo outra, como chamar uma cama de armário (parafasia literal), ou um som substituindo outro, como ao chamar uma colher de homem (parafasia verbal);

  • Não estão cientes de suas dificuldades e a recuperação é mais difícil;

  • Paralisia do lado direito do corpo;

  • Alguma perda de visão.

 

Afasia de Broca

  • Conhecida como afasia não fluente, de expressão ou motora: os pacientes conseguem executar normalmente a leitura silenciosa, mas a escrita está comprometida;

  • Usam jargões (uma fala que parece estrangeira). Acreditam estar comunicando o que querem dizer;

  • Pode ocorrer fraqueza na hemiface e membro superior direito (devido à proximidade das regiões afetadas pelo distúrbio circulatório);

  • Apresenta anomia, ou seja, dificuldade ou incapacidade de encontrar palavras durante a enunciação;

  • Um dos sintomas principais é o agramatismo. Que se define como dificuldade em compreender e utilizar à gramática. Destaca-se por problemas com o verbo no tempo certo e a ordem das palavras. Por exemplo, em vez de dizer “A criança está dormindo” diz: “A criança é dormindo.”;

  • Grande dificuldade em falar, porém a compreensão da linguagem encontra-se preservada;

  • O prognóstico é bom quanto à recuperação de parte da linguagem falada, embora sejam necessários meses para a realização de uma fala simples;

  • Os pacientes têm consciência do seu déficit e se deprimem com facilidade (frustração); Discurso lento e hesitante.

Afasia de Condução

  • A compreensão está relativamente preservada;

  • Sua fala é fluente e espontânea;

  • Dificuldade em repetir palavras, principalmente às sem significado;

  • Presença de parafasias. Termo que indica uma perturbação da linguagem, em que as palavras não correspondem às ideias;

  • Boa com preservação da leitura e escrita.

Afasia Global

  • Perda de todas as capacidades de linguagem: compreensão, fala, leitura, compreensão e escrita;

  • Linguagem espontânea inexistente ou reduzida;

  • Repetir sílabas é quase impossível ou reduzida;

  • Nomeação e repetição prejudicam;

  • Limitado a comandos muito simples muito curtos, e facilmente previsíveis compreensão em um tempo e contexto particular;

  • Paralisia do lado direito do corpo;

  • Alguma perda de visão;

  • Perda do controle voluntário dos seus membros.

 

Afasia Transcortical motora

  • Sem iniciativa para se comunicar;

  • Não tem fluência;

  • Boa compreensão;

  • Dificuldade em nomear;

  • Consegue repetir;

  • Ecolalia;

  • Compreensão auditiva comprometida;

  • Leitura e escrita comprometidas;

  • Há bom prognóstico de recuperação da capacidade de repetir, de nomear e, do quadro geral da linguagem.   

Afasia Anómica

  • A leitura e escrita estão preservadas;

  • Apresenta um bom discurso;

  • Tem boa compreensão da fala do outro;

  • Não consegue nomear objetos;

  • Consegue repetir.

 

Afasia semântica

  • Apresenta uma fala espontânea e fluente;

  • Compreensão da linguagem falada é relativamente preservada;

  • Repetição é preservada;

  • Quando não consegue nomear, procura uma palavra ou explicação circulando a palavra em questão;

  • Compreensão auditiva comprometida.

 

Diagnóstico

Para o médico ter certeza que o diagnóstico é de afasia, precisa realizar vários testes de habilidades na comunicação do paciente.

Estes testes geralmente envolvem exercícios simples, como perguntar a uma pessoa para citar as palavras que eles podem pensar de começar com a letra P, ou pedir que ele nomeie objetos.

Outro meio é através de exames de imagem. Como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, pois através deles vamos avaliar a extensão dos danos no cérebro.

Além do tratamento médico, existe também a opção de combinação das terapias fisioterápicas, fonoterápicas, ocupacional e psicológica.

 

Tratamento fonoaudiológico

 

A intervenção de um fonoaudiólogo nesse momento é muito importante, pois ele conhece técnicas para favorecer a comunicação, além de trabalhar aspectos referentes à compreensão de linguagem, produção verbal, leitura e escrita.

O tratamento é mais eficaz se for iniciada o mais cedo possível. No entanto, é importante lembrar que pode haver melhoras, mesmo depois de muitos anos.

A terapia fonoaudiológica visa:

•Ajudá-lo a se comunicar com o melhor de sua capacidade.

•Ajudar a restaurar o máximo de sua fala e linguagem possível.

•Encontrar meios alternativos para comunicar.

No entanto, o tratamento da fala e da linguagem pode ser desgastante. Para algumas pessoas, as sessões curtas, mas frequentes pode ser recomendada para começar.

Alguns pacientes afásicos recuperam-se em tempo relativamente curto enquanto outros podem recuperar-se num período muito longo.

O tempo de duração do tratamento irá depender do prognóstico inicial realizado após uma avaliação.

Ainda se tem muita á pesquisar. Mas apesar de lesões com prognósticos difíceis, temos um futuro que nos promete ser promissor nas reabilitações dos afásicos.

 

O afásico tem grande chance de sucesso!!!

 

Ana Mendes

Fonoaudióloga

(21) 99973-1439

www.cantinhodageriatria.com.br


 

.

 

Please reload

RECEITAS

APRENDENDO A JOGAR

November 6, 2019

1/10
Please reload

POSTS RECENTES

November 6, 2019

September 18, 2019

August 15, 2019

June 15, 2019

Please reload

Arquivo