Buscar
  • Marcia Falcão

Auxiliando Familiares / Cuidadores a Avaliar a Dependência dos idosos e Prevenir Acidentes


AUXILIANDO FAMILIARES/CUIDADORES A AVALIAR A DEPENDÊNCIA DOS IDOSOS E PREVENIR ACIDENTES

O número de idosos cresce de forma acelerada em nosso país e muitas vezes familiares não estão preparados ou atentos para lidar com as dificuldades e limitações que o idoso apresenta em seu processo de envelhecimento.

Por esse motivo é importante que familiares e cuidadores mantenham atenção em atividades simples do dia a dia que os levem a perceber as dificuldades que o idoso enfrenta e que o faz ficar mais dependente de cuidados. O principal objetivo dessa vigilância é instituir medidas que garantam a segurança e o conforto.

Observar o idoso no banheiro nem sempre é tarefa fácil. Muitos deles preservam com muito afinco sua privacidade. Por isso é importante ir conversando antecipadamente sobre esse momento do uso do banheiro e do banho propriamente dito e fazer algumas perguntas que possam auxiliar no tipo de ajuda a ser prestada. : “está conseguindo lavar todas as partes do corpo?” “Tem dificuldade de sentar ou levantar do vaso sanitário”?”

Ou mesmo dar algumas sugestões:” Precisa de um suporte para apoio ou um banquinho?” “depois que tiver terminado pode me chamar “ “ não precisa trancar a porta pois só vou entrar se você me chamar”. Muitas vezes o idoso pode até perceber suas limitações mas se sente constrangido em relata-las. Na situação específica do uso do banheiro/banho há inúmeros relatos de quedas acidentais, muitas vezes com graves consequências.

Retirar tapetes, colocar piso antiderrapante, retirar o trinco da porta, instalar suportes para o idoso se segurar são ações de extrema importância. Porém nada é mais importante do que ir conversando sobre essas situações para que o idoso sinta-se à vontade com sua dependência e com isso possa pedir auxilio.

Da mesma forma, o ato de levantar-se da cama pode representar um sério risco. Levantar-se subitamente por urgência em urinar tem sido uma das principais causas de queda. E mais uma vez o idoso tende a “esconder” tal situação. Sugerir que beba menos líquidos a noite, observar para que o uso de medicações que aumentem a necessidade de urinar não seja administrado a noite, ou mesmo o uso de absorventes higiênicos no período noturno podem minimizar esse risco e deixar o idoso mais tranquilo.

Muitas vezes pequenas mudanças de ambiente, estilo de vida, e até mesmo nas relações interpessoais podem fazer significativa diferença na qualidade de vida do idoso, prevenindo situações de risco ou até mesmo resgatando funções que já se davam como perdidas.

“Se há alguma coisa sagrada é o corpo humano.” Walt Whitman - poeta americano

Marcia Falcão - Diretora Comercial NURSING HOME CARE

comercial@nursingcare.coop.br

#MarciaFalcao #Nursingcare #cantinhodageriatria

54 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy