Buscar
  • Camila de Assis

A Resistência do Idoso a Fisioterapia


A Resistência do Idoso a Fisioterapia

A Fisioterapia seja ela Preventiva ou atuando na Reabilitação é tida para a maioria dos idosos como impertinente, maçante, cansativa, desagradável e tantos outros adjetivos que posso reproduzir do que ouço nas sessões. Entretanto, é através da Fisioterapia que conseguimos manter muitas das vezes a independência física do idoso por mais tempo.

A Fisioterapia quando atua na Reabilitação do idoso lúcido e orientado, costuma ser melhor aceita, já que ele teve um problema prévio (Pós Cirúrgico, AVC, Osteoartrose, Desequilíbrio, Fraqueza em membros inferiores ou generalizada...) que levou-o a precisar do fisioterapeuta. Ao passo que o trabalho da Fisioterapia Preventiva costuma ter uma maior resistência, pois, o idoso costuma demorar a ter a percepção de que seu equilíbrio, seu metabolismo, sua coordenação, sua força, sua audição, sua visão já não são mais tão íntegros.

Pacientes com um bom grau de cognição devem praticar atividades físicas (Pilates, Dança, Yoga, Hidroginástica, Natação, Musculação, Caminhada...) que lhe tragam prazer e de preferência que também agregue um valor social a sua rotina, observando que muitos idosos acabam por sentirem-se deprimidos em virtude do isolamento. Ter um grupo que caminhe, que faça pilates, hidroginástica, pode ser tão benéfico quanto a própria atividade em si, criando novas amizades e trocando experiências próprias da idade.

Em Paciente com doenças que tragam deficit cognitivo é de suma importância a presença da Fisioterapia, no dia a dia, deste para auxiliar a retardar o avanço da degradação motora, possibilitando ainda ter ganhos que promovam o bem estar.

Desde o momento do nascimento nos movimentamos, aprendemos a sentar, engatinhar, caminhar, correr e passamos a vida subindo e descendo escadas, caminhando, correndo para atravessar a rua, para pegar o ônibus, para dar tempo de levar o filho ao colégio. Todo o tempo seu corpo em exercício. Mas de repente: o tempo passou, os filhos cresceram, os netos só vem de visita e a vida ficou vazia, parada, devagar. O corpo que subia, descia, corria, trabalhava, costurava, escrevia, dirigia, já não responde mais da mesma maneira, fica mais lento, respiração mais ofegante, tudo fica aparentemente mais longe do que na juventude. Logo, se ficar sentado o dia todo na frente da TV, do computador ou com o celular na mão as chances do seu corpo ficar triste com você por você não dar mais atenção a ele, aumenta gradativamente ao passar dos anos.

Proponha-se a levá-lo para passear, olhar a natureza, sentir o Mar nos pés, o Rio acariciando sua pele, contemplar as árvores, os pássaros, ver gente bonita, gente feia, gente rude, gente alegre, enfim, colocar dias na sua rotina e não a rotina nos seus dias. Mas caso o cansado, a fadiga te pegue no seu passeio, chame um Fisioterapeuta para auxiliá-lo a trabalhar seu corpo para viver seus dias contemplativos. Tenho absoluta certeza de que irá te fazer bem, o acompanhamento regular de um profissional.

Camila de Assis

Fisioterapeuta

Contato: 21 99506 0646

Camilaagoncalves@hotmail.com


0 visualização

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy