Buscar
  • Camila de Assis

A FISIOTERAPIA NA PREVENÇÃO DA DOR LOMBAR


A dor na coluna lombar, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, afeta 8 em um número de cada 10 pessoas ao menos uma vez na vida. Creio que na idade adulta ou mesmo na terceira idade conhecemos alguém que tem ou teve dor lombar. Não é um sintoma incomum diante de diversos diagnósticos. Sim, porque lombalgia não é diagnóstico, é um sintoma. A dor na região lombar advém desde um mau funcionamento do intestino , uma postura ruim, até uma doença mais grave como um câncer. Mas os fatores mais comuns envolvidos no quadro são:

  • hérnias de disco

  • Escoliose

  • artroses

  • osteófitos (Bico de Papagaio)

  • Osteoporose

  • Espondilólise (Escorregamento da vértebra)

  • Alteração na lordose (hiperlordose, hipolordose ou retificação da curva)

  • Sobrepeso

  • Má postura no trabalho

  • Sedentarismo

Independente da lombalgia advir de diversas causas, a Fisioterapia consegue atuar com bons resultados na maioria delas.

Resolvi tratar desse assunto, por haver um grande número de pessoas que trazem este quadro e as complicações adversas oriundas dela. Pois, quando existe um período de dor, o corpo tenta se proteger com posições antálgicas promovendo adaptações que provocam distorções na maneira de andar, sentar, se vestir, enfim, no dia a dia. Essas adaptações claramente trazem prejuízos a outras articulações impulsionando novas inflamações e Dores. Logo, pode aparecer concomitante a dor lombar uma dor em quadris, joelhos, tornozelos, pés e até mesmo na cervical. Tudo dependerá de como cada organismo se comportará perante a dor. Dessa forma, observando a magnitude que esse problema pode vir a ter na vida de muitas pessoas, devemos evitar as dietas abusivas, a falta de atividade física e as más posturas (principalmente em atividades longas como TV, computador, celular, livros).

A Fisioterapia trabalha diretamente na reabilitação de muitas doenças e distúrbios, todavia, pode e deve ser utilizada como uma maneira de prevenir disfunções cardiopulmonares e músculo esqueléticas. Tendo como alvo principal os idosos que tentem fisiologicamente a serem mais sedentários. Aplicar técnicas que trabalhem a parte muscular, motora, o equilíbrio, a coordenação, a respiração compreende uma gama de recursos que auxiliam a rotina e o bem estar. Atividades físicas como: Pilates, Yoga, Hidroginástica, caminhadas regulares, Dança, Musculação orientação por profissionais também podem auxiliar na Prevenção da dor lombar juntamente com uma alimentação balanceada.

Apesar do índice ser alto em relação a quantidade de pessoas que sofrerão com dor lombar, temos que ter em mente que: temos recursos suficientes para combatê-la e preveni-la. Medicamentos, técnicas e claro, ótimos profissionais que podem vir a ajudá-lo como os que estão aqui no Cantinho da Geriatria. Casos necessitem, os nossos contatos estão no site:

www.cantinhodageriatria.com.br

Camila de Assis

Contato: (21) 99506 0646

E-mail: camilaagoncalves@hotmail.com

#CAMILADEASSIS

0 visualização

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy