Buscar
  • Dra. Roberta França

DEMÊNCIA FROTNO TEMPORAL (DFT) - POR QUE ELES AGEM ASSIM?


Os eventos que levam a neurodegeneração seguem um "roteiro": proteinopatias. São "problemas" em diversas proteínas levando a neurodegeneraçao em alvos anatômicos e consequentemente definindo o fenótipo( tipo) da demência.

Nem todas as demências são Alzheimer. Na DA há depósito de emaranhados neurofibrilares inicialmente nos lobo temporal médio, amígdala e hipocampo, que levam a perda de memória progressiva.

Na Demência FrontoTemporal (DFT) ha atrofia do cortex pré frontal bilateral, podendo ser tb apenas no hemisfério direito além de perda de neurônios assimétricos no hemisfério esquerdo. E é pela localização anatômica que a sintomatologia é diferente e nos permite muitas vezes direcionar o diagnóstico.

Na DFT o paciente apresenta :

- comportamentos bizarros principalmente de conotação sexual

- apatia

- hiper-oralidade

- desiinibição

- mudança de personalidade

- impulsividade

- comportamentos obsessivos ( particularmente com comida)

- falta de julgamento

- perda da compaixão ( descaso por causas e pessoas)

Na grande maioria dos casos o paciente não tem insight sobre sua doença, não percebe que está infringindo regras sociais ou que está fora de condutas aceitáveis ou permitidas.

Ha déficit severo nas funções executivas porém não há prejuízo da memória!!! Essa só irá se apresentar muito mais tarde.

Alguns pacientes cursam inicialmente com síndrome da afasia primária progressiva podendo ser:

- logopenico : não encontra as palavras

- semântico: não compreende as palavras

Como podemos perceber a DFT é uma demência progressiva com alteração cognitiva e comportamenteal que interfere muito na vida social do paciente e de toda sua família.

Muitas famílias tem dificuldade em lidar com os constrangimentos, com as desinibições e tantas outras situações que por vezes se tornam muito difíceis de contornar.

É importantíssimo um olhar atento. O primeiro passo é entender que isso não é normal. Envelhecer de forma saudável não modifica personalidade de ninguém nem nem o leva a comportamentos anti-sociais.

Na dúvida procure ajuda.

Marque uma consulta

Exponha sem rodeios tudo que está acontecendo.

Fale a verdade . Não é vergonha nenhuma. Só podemos ajudar quando sabemos exatamente o que está acontecendo.

Até aqui não há remédios modificadores da doença mas existem muito a tratamentos e terapias coadjuvantes que tratarão qualidade de vida ao paciente e sua família.

Você não está sozinho. Vamos falar sobre isso.

Dra Roberta França

Medicina Geriátrica

www.cantinhodageriatria.com.br

#RobertaFrança

31 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy