Buscar
  • Camila de Assis

Fisioterapia Domiciliar: Um Privilégio!


Fisioterapia Domiciliar: Um Privilégio!

Hoje eu não vou escrever sobre nenhum assunto técnico.

Vou escrever sobre o lado afetivo, emocional e amoroso da minha profissão.

Nesses últimos tempos fiz um apanhado de tantas pessoas queridas que já atendi e pensei em quantas coisas maravilhosas e incríveis que já aprendi, vivenciei, ouvi e adquiri com elas? Umas já faleceram, outras tiveram alta e algumas eu continuo atendendo. Mas TODAS elas foram e são especiais.

Nós fisioterapeutas que atendemos a domicílio, temos um diferencial dos profissionais de consultório: nós convivemos com a rotina do lar do paciente. Conhecemos desde o porteiro que trabalha há 30 anos no prédio e conheceu o seu paciente criança, os vizinhos que são recém casados e você acompanha a primeira gestação, o aniversário de um aninho do primeiro filho (e é convidado para a festa), até o bisneto que mora no exterior e só vem passar as festas de final de ano com a família.

Ou seja, passamos a conhecer a vida dessa pessoa e daquela família intimamente. Somos convidados para os aniversários, batizados, cerimônias. Ouvimos e vemos inúmeras histórias tristes, desagradáveis, choros, decepções, mas também histórias felizes, de conquistas, de coragem, de milagres, quanta coisa...

Para trabalhar como fisioterapeuta domiciliar precisamos ter o coração e a mente abertas para a compreensão. Porque ali, naquele momento do atendimento não somos só profissionais, temos que entender que cada dia é um dia para o paciente.

Dias felizes, alegres e dias tristes, cansativos, desgastantes. A sessão deve e precisa ser conduzida de acordo com as emoções naquele instante vividas.

Atender a domicílio permite claramente ver quando o paciente não está bem. Cria-se um vínculo além de fisioterapeuta e paciente. Você passa a conhecer seu jeito, sua rotina, seus hábitos, assim como você conhece aqueles que moram com você. O fato de estarmos tão perto deixa claro e visível qualquer anormalidade, seja ela física ou emocional.

As pessoas quando são atendidas em seus lares ficam mais a vontade. Elas conversam sobre muitos temas e acabam por diversas vezes me ensinando uma infinidade de coisas que só a experiência de vida pode dar. O laço afetivo que cria-se nessas conversas é impar. Acaba sendo uma relação de confiança mútua. Tão maravilhoso conhecermos outras culturas, outros países, outras profissões e outras maneiras de pensar, de agir, de ser.

Para ser um fisioterapeuta que atende em domicílio você precisa dominar muitas técnicas, métodos e realizar eximiamente bem o seu trabalho, entretanto, é primordial que o Deus que habita no seu coração saúde o Deus que habita no coração do seu paciente. Namastê!

Camila de Assis

Fisioterapeuta

Camilaagoncalves@hotmail.com

#CAMILADEASSIS

21 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy