Buscar
  • Christina Borges

QUANTO O ESTRESSE ATRAPALHA A SUA VIDA?


No ritmo frenético que vivemos atualmente, é muito fácil ter uma rotina que demande tarefas simultâneas. E passa a ser natural a organização de atividades como trabalho, cuidados com a família, compromissos com a saúde, questões financeiras, atividades de lazer, tudo junto e misturado.

E no meio de tanto planejamento e organização de tarefas cotidianas, é provável que venha a sensação de:

- se sentir incapaz de controlar coisas importantes como antes, ou

- o acúmulo de compromisso que faz com que você acredite que não vai dar conta, ou

- irritação por achar que não vai conseguir realizar todas as tarefas, ou ainda

- não se sentir confiante na sua capacidade de resolver os problemas.

Estas sensações podem ser um sinal de alerta! Já parou pra pensar que você pode estar estressado? Com a sensação de um grau de desgaste demasiadamente grande que impacta na vida.

Os agentes estressores podem ser os mais variados, mas no envelhecimento podem estar associados com: as mudanças de papéis nesta fase da vida, a aposentadoria, a perda de entes queridos, o fato de se sentir responsável pelas escolhas inadequadas dos filhos e a repercussão delas na família, além de uma infinidade de outros fatores.

A forma como você percebe estes estressores é fundamental para entender como eles afetam a sua vida. Primeiro é importante parar e refletir sobre o que realmente cabe a você, depois avaliar o que precisa ser modificado, em seguida identificar o que pode e deve ser delegado, e por último, aceitar aquilo que não pode ser mudado e deve ser aceito. Ou seja, deixar de remar contra a correnteza!

O outro lado do estresse é o lado positivo que motiva, que funciona como um combustível, fazendo com que se busque uma realização nos aspectos pessoais, de trabalho, ou nos relacionamentos. Então o estresse não só um vilão. E pode ser entendido como uma reação, diante da necessidade de se adaptar a eventos ou situações importantes, sejam elas negativas ou positivas.

Estresse bom = motivação pra conquistar algo novo, vencer desafios!

Estresse ruim = prejuízos para o corpo, provocando doenças.

Pode parecer contraditório, mas o limiar é tênue! Mas o nosso foco é o estresse negativo - aquele que compromete o bem-estar. E o nosso objetivo é, principalmente, buscar maneiras saudáveis para transformar o estresse que é prejudicial, procurando soluções como:

1 - identificar os eventos em sua vida que conduzam à sensação de estresse e, gradativamente, substituí-los por outros que promovam o prazer;

2 - se não puder evitar, pelo menos aprender a manejar o estresse e gerenciar as sensações que causam desconforto.

Porque a vida nem sempre é perfeita como gostaríamos, mas temos o direito - ou melhor o dever - de buscar uma vida mais completa, mais saudável, mais tranquila, mais feliz!!

POR CHRISTINA BORGES

Psicóloga - Mestre em Psicóloga Clínica/Neurociências - Neuropsicologia

Cérebro Ativo – https://www.facebook.com/cerebroativopsi/

Tel: (21) 98581.2121

www.cantinhodageriatria.com.br

#ChristinaBorges

0 visualização

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy