Buscar
  • Rodrigo Barionovo

Carta para o Papai Noel (Parte1)


Carta para o Papai Noel (Parte1)

Querido Papai Noel,

Gostaria de falar com o senhor sobre o ano de 2016, até tenho algumas reclamações a fazer mas enquanto eu pensava sobre essa carta, percebi que não tenho do que reclamar, tudo bem que foi um ano difícil, muito difícil, ano de tropeços, literalmente, foi um choque ver meu pai errando o chinelo e caindo de lado no chão.

Foi um ano de muitas lágrimas de tristeza mas também de lágrimas de felicidade.

Ano que definitivamente eu me olhei no espelho e disse: "Sim, eu sou fotógrafo. E é isso que eu amo fazer, é isso que eu quero pra mim."

Aliás, a fotografia (suspiros) me trouxe tantas coisas boas, novos amigos, reaproximação de velhos amigos, clientes que se tornaram amigos, amigos que se tornaram clientes, novas parcerias.

A fotografia me fez enxergar um novo mundo, um mundo mais humano, um mundo com mais empatia, pude me aproximar mais das pessoas.

A fotografia me ajudou a conhecer melhor meu pai.

Falando novamente sobre meu pai, o ano de 2016 foi O ANO que conheci o meu verdadeiro pai, mesmo com o pesar dos problemas que o Parkinson e o Alzheimer trouxeram, pude retirar algo de bom, ali revelou-se o seu verdadeiro eu, os seus mais profundos e íntimos pensamentos de sua alma, a sua essência foi exposta, e em certo momento eu recebi o seu perdão. Sim, foi o ano que meu pai se desculpou por toda a sua insensibilidade e falta de carinho com o seu filho mais novo, num momento de lucidez ele percebeu que apesar de tudo, eu estava ao seu lado, como um grande amigo, um cão de guarda, um guerreiro romano que não abandona o seu Rei.

2016 foi o ano que meu pai colocou a sua mão franzina e calejada sobre meu ombro e pediu o meu perdão.

Agradeço por mais um ano de vida ao lado do meu pai.

Agradeço pela saúde da minha esposa que mesmo com tantos problemas de saúde, não deixa se abater, sempre de cabeça erguida e sorriso no rosto, uma pessoa que consegue ser ao mesmo tempo forte e delicada, e sem ela eu não teria cabeça nem discernimento para passar por tudo isso. E claro, agradeço à ela por estar em minha vida por mais um ano.

Portanto caro Barba branca (com o perdão da intimidade), mesmo com tantos motivos para reclamar, agradeço pelo ano de muitas dificuldades, sim, eu entendi o seu recado e sei que isso só me dá forças para seguir em frente.

Já coloquei minha meia na janela, aguardo sua visita.

Ho Ho Ho

Rodrigo Barionovo

Fotógrafo

#RodrigoBarionovo

2 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy