Buscar
  • Dra Roberta França

SOLIDÃO


Ei, psiu, tá ai? Quem está ai? Tá sozinho?

Hoje quero falar sobre solidão com você!

Você se sente só, mesmo estando rodeado de amigos e familiares? Você realmente é uma pessoa sozinha, não tem ninguém por perto, nenhum amigo ou parente? Todos moram longe? Você se exclui do convivio social, pois prefere estar só? Ou te excluem do convivio social por algum motivo?

Perceba que existem vários motivos, fatores que determinam a solidão ou o estado de estar só…

Posso me sentir em estado de solidão em uma festa de amigos e familiares, pois dentro de mim me sinto tão só, que não quero que ninguém me acesse, não deixo, quero ficar sozinha… Entrei nessa dor e não quero e também não ser sair dela…

Sou uma pessoa tão difícil de conviver com outras pessoas, que todos me excluem, me sinto só, mas também não mudo, não quero ou não sei mudar…

Gosto de ficar sozinha, no meu canto, com as minhas coisas, fico bem assim, aprendi a viver assim…

Todos esses itens e muitos outros são comuns, fazem parte da rotina de muitos, o que irá determinar uma mudança se a pessoa quiser, é o fato dela identificar isso e ir buscar ajuda de um profissional, para juntos analisarem todos os fatores que influenciam ou influenciaram esse estado, esse comportamento, a partir daí tudo vai se desenrolando, encaminhando e sendo curado, visto, tratado, para que o indivíduo possa mudar esse processo, esse estado e ou sentimento de solidão.

A solidão não desejada, aquela que voce não escolhe, onde o outro partiu para uma outra cidade, ou uma morte , ou que voce tenha se mudado, requer novas adaptções, adaptar -se ao novo meio, ao novo, adaptar - se para se integrar novamente, com outras pessoas, outra cidade, outro País. Perceba que tudo depende de voce, voce é responsavél pela sua vida, então não se sinta só, apenas procure se adaptar. Não é facil, ninguém disse que seria, mas é necessário, é crescimento, é Vida!

A solidão interna, aquela que eu mesma rodeada de amigos e familiares me sinto só, também precisa ser analisada…Sou tímida? Me isolo por timidez? Não me ensinaram a compartilhar e trocar? Não sei sorrir? O que tem de errado comigo? Me sinto feia ou gorda e isso basta para que eu me isole? São tantos fatores, tantos questionamentos, incertezas, medos e inseguranças que permeiam ao lado da solidão. Vamos olhar juntos cada item que te isola, cada item que te faz sentir sozinho, vamos juntos dar as mãos e mudar isso, e vivermos juntos? Vamos tentar ao menos sorrir mais naquela festa? Vamos tentar ser mais amoroso? Vamos abraçar mais? O abraço une coração com coração, o abraço é um carinho para a alma. Esse estado amoroso atrai as pessoas, muitos irão olhar para voce e te acolher novamente, voce poderia tentar? Por mim, por voce? Não se sinta só, sinta se em estado de crescimento, e busque um profissonal para auxiliar essa sua caminhada.

Abraços bem apertado,

Raquel Salgado Psicóloga e Terapeuta Reikiana www.cantinhodageriatria.com.br (21) 99192-068


2 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy