Buscar
  • Dra Roberta França

ALIMENTAR UM IDOSO NEM SEMPRE É UMA TAREFA FÁCIL


Há uma significativa recusa alimentar na maior parte do tempo. Comem mínimas quantidades, preferem os doces a comida de sal, engasgam com frequência e não gostam de água... É importante compreender o que se passa pois todos esses problemas vão muito além de "pirraça", implicância ou rejeição. O idoso tende a perder a regulação neurológica da fome e da sede. Na maior parte do tempo se não ofertamos a comida e a bebida ele não pedirá. As papilas gustativas também sofrem alteração com a idade. Comidas salgadas tendem a ter gosto amargo enquanto que as doces permanecem iguais. Por isso eles a preferem. Os músculos da deglutição tornam-se mais flácidos e muitas vezes coordenar respiração e ingestão não é uma tarefa fácil. Os engasgos passam a ser mais comuns. Diante disso algumas condutas simples podem ser tomadas visando amenizar e muito essas questões : *coloque pouca quantidade no prato. Assim eles não irão reclamar de muita comida e já recusar de cara. *No caso de sopas e mingau, coloque em canecas. Da a impressão que o volume é menor. *Se estiver engasgando opte por alimentos triturados ou batidos no líquidificador. O fato de ser pastosa nao diminui o valor nutritivo da dieta. Nunca dê comida seca como farofa, arroz e empada. *Use garfo ou colher e coloque pouca quantidade. Quanto mais cheia a boca estiver mais difícil é para o idoso lidar com a mastigação, respiração e deglutição. *comidas frias são mais bem toleradas do que as quentes *vitaminas são ótimas opções quando o idoso se recusa a comer. Você pode trocar o leite por sorvete de creme que é bastante calórico. Se o paciente for diabético use o sorvete Mólico. *canudos são ótimas alternativas para o idoso que se engasga com a água. Ele não precisa esticar o pescoço e não ingere muito volume de uma única vez É importante salientar que tendemos a achar que o idoso PRECISA comer bem! Só esquecemos que nosso comer bem é baseado na nossa rotina de trabalho, estresse e atividade física. Nossos idosos tem um metabolismo muito baixo, gastam pouca caloria e assim não precisam de muitas para viver. Tente diminuir sua ansiedade por quantidade. Foco na qualidade!!! E por fim , temos no mercado atual inúmeros suplementos para idosos. É importante ressaltar que apenas o médico e o nutricionista estão aptos a decidir o melhor para cada paciente pois consideramos muitos fatores como peso, idade, problemas renais, diabetes, hipertensão e escaras. Suplementos são ótimos quando bem indicados Se o idoso está perdendo muito peso, pele muito fragilizada e com lesões procure imediatamente seu geriatra. Ele te dará orientações, fará encaminhamento para o nutricionista e para a fonoaudiologa se os engasgos persistirem. .. Todos juntos em prol dos nossos meninos e meninas...


1,496 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy