Buscar
  • Dra Roberta França

CUIDADOS PALIATIVOS


# CUIDADOS PALIATIVOS - MUITO ALÉM DA TERMINALIDADE #

Toda vez que se fala em cuidados paliativos há um link imediato com " morte iminente ", "paciente terminal", " não tem mais jeito", "acabou". Errado!!! Cuidados Paliativos é uma abordagem voltada para a qualidade de vida de pacientes e familiares diante das doenças ameaçadoras da vida. Nao! Não é tratamento de câncer terminal! O envelhecimento é um fenômeno mundial e as doenças crônicas não transmissíveis como as cardiopatias, acidentes vasculares cerebrais e as demências correspondem a 72% dos óbitos no Brasil! Nessas doenças , existe uma longa jornada de tratamento e a morte pode ser lenta e com sofrimento. Paliar significa justamente abordar essas doenças, aliviando seus sintomas, principalmente a dor e a falta de ar , além de reunir os aspectos psicológicos e espirituais neste processo. Todos sabemos que iremos morrer um dia mas ninguém deseja a morte. Muitos tem pavor dela! Quando nos deparamos com o diagnóstico de uma doença incurável é natural que todos os medos, angústias, receios, dúvidas e negações aconteçam. Precisamos discutir a morte de forma mais natural! Porque é! !! Todos passaremos por ela... e é exatamente isso... uma passagem! Falar ajuda... dismistifica! Toda vez que tenho um paciente no CTI em meio às máquinas, fios e cateteres, sempre ouço da família " Deus me livre morrer assim" " que lugar mais desumano", "não quero isso pra mim não! Prefiro morrer antes". Então se é assim, porque desejam isso para o seu familiar? Por que todo mundo tem tanta dificuldade em aceitar os ritos de passagem do outro mas não deseja para si? Antigamente era honroso morrer em casa junto aos seus. Chegada a hora, todos se despediam, faziam suas orações até o fim. Hoje ficou "bonito" atos heróicos, CTI ultra modernos, meses de manutenção de um corpo já incapaz de existir. Não será muita pretensão nossa? É amor ou apego? Claro que amamos! Mas amar também significa deixar partir se isso significa deixar de sofrer... Paliar é tratar o desconforto, evitar intervenções desnecessárias mas também é ouvir os desejos do paciente, falar sobre seus medos e ajuda-lo a resolver pendências familiares, religiosas e emocionais Existem lugares no mundo onde no lugar de aparelhos, tubos e frascos existe ofuro, músico, cromo e aromaterapias... alívio para o corpo e alma... Não parece melhor? Paliar é acima de tudo dar a todos o divino direito a passagem digna, consciente e indolor!!! Há até o momento um limite para a cura mas jamais para o cuidado com amor!!!


2 visualizações

CANTINHO DA GERIATRIA

Textos e artigos da Dra. Roberta França

SIGA NAS REDES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Blogger Icon

SIGA O CANTINHO NO FACEBOOK

Cantinho da Geriatria 2020 © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvido por Toco Me Voy